quarta-feira, 17 de junho de 2020

As estátuas do nosso desconforto

Outras Palavras

<contato@outraspalavras.net>
17 de junho de 2020 20:06
Para: institutouniversidadepanameria@gmail.com
Boletim de atualização nº 1428 - 17/6/2020leia no navegador

Boaventura: As estátuas do nosso desconforto

Se as derrubamos, não é porque nos incomodem, em si mesmas. Mas por continuarem vivas as três dominações – capitalista, patriarcal e colonial – que as colocaram em seus pedestais, e nos trouxeram a um presente que precisamos superar
Por Boaventura de Sousa Santos

Por que as revoltas antirracistas espalham-se pelo mundo

Nem na morte de Martin Luther King protestos foram tão imensos e globais. Agora, há dois caminhos. Entregar movimento a uma “vanguarda”, o que agradaria Trump; ou lançar, na esteira dos Panteras Negras, um programa de reformas estruturais
Por Italo Jardim

Objetos feitos humanidade e o equívoco de Lenin

No capitalismo, as tecnologias não foram usadas apenas como extensão do corpo humano, mas também para conquistar o outro. Daí a impossível transposição das máquinas em um mundo socialista, como queria líder soviético
Por Ricardo Neder, na série A Gambiarra e o Panóptico

Vem aí a primeira greve nacional dos entregadores

Carregam comida, mas não têm a alimentação garantida. Empresas-aplicativos negam seguro em caso de contaminação. A remuneração é miserável e as reivindicações são censuradas. Em 1º de julho, um sinal da força do precariado
Por Igor Carvalho, no Brasil de Fato

Mansueto Almeida, tecnocrata de mãos sujas

Esteve no alto escalão da Economia desde Temer. Participou ativamente das contrarreformas. No Tesouro, aprofundou a privatização das finanças públicas -- e a promiscuidade com o rentismo. Prevendo hecatombe, abandonou o governo
Por Paulo Kliass

Blábláblá: as palavras vazias tão comuns aos autoritários

Ele fala em "vontade do povo", mas logo cai em contradição. Exalta-se. Perde o controle. Quebra liturgias. Há instabilidade, ruído, vozes dissonantes. Parece 2020, mas é 1968 nas lentes de Andrea Tonacci, um dos maiores cineastas brasileiros
Por Thayla Fernandes

Como o monopólio farmacêutico lucra com a covid

Custo de fabricação do Remdesivir é baixíssimo – R$ 4 por ampola. Mas patente garante que Gilead, corporação que o produz,  imponha R$ 20 mil por tratamento. Famosa por cobrar valores abusivos, empresa recebe milhões dos cofres públicos para pesquisa
Por Diego Junqueira, na Repórter Brasil

Como a pesquisa nacional poderia combater a pandemia

Fiocruz, Butantã e outros órgãos têm conhecimento, capacidade tecnológica e experiência para produzir em massa testes, vacinas e equipamentos contra a covid-19. Mas ação é minúscula, devido a política negligente do governo diante da ameaça
Por Cátia Guimarães, na EPSJV/Fiocruz
OUTRA SAÚDE
 

Pandemia: a esperança é tênue; a ignorância abunda

No Reino Unido, um medicamento promete reduzir (em apenas 1/3)  as mortes dos pacientes já entubados. No Brasil, o General da Saúde quer otimismo, em meio ao agravamento da tragédia. E mais: já temos 30,2% de desempregados ou desalentados
Por Maíra Mathias Raquel Torres
REDE OUTRAS PALAVRAS
 

DE OLHO NOS RURALISTAS | 80 dias para aprovar plano “emergencial” a indígenas e quilombolas

O JOIO E O TRIGO | Ovos “caipiras”: o que as embalagens escondem

OUTROS QUINHENTOS
 

Mulheres, raça e classe

Obra mais importante de Angela Davis se aprofunda nas imbricações entre as lutas feminista, antirracista, antiescravagista e anticapitalista. Temos dois exemplares em sorteio para Outros Quinhentos, em parceria com a Editora Boitempo
Por Simone Paz
Em tempos estranhos, apoie um jornalismo incomum
O normal nos levou à catástrofe. Em meio à pandemia, é crucial construir alternativas ao ultraliberalismo -- ou naufragamos. Para que nunca mais voltemos à normalidade que leva à barbárie, sustentamos que o pós-capitalismo é possível -- e você pode ajudar Outras Palavras nessa travessia.
Participe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário