Postagens

Mostrando postagens de Novembro 22, 2019

SOU DE ESQUERDA

"Eu nasci num berço privilegiado. Tive uma educação conservadora, fui evangelizada nos preceitos do espiritismo, estudei nos melhores colégios particulares de Curitiba e casei com um médico aos 19 anos. Fui bela, recatada e do lar. Votei no Serra. Achava que o sistema de cotas era vitimismo.

Falava que era feminina, jamais feminista. Repetia a máxima: não dê o peixe, ensine a pescar. Já achei Bolsa Família uma máquina de produzir pobres preguiçosos. Já fiz piada sobre nordestinos e baianos e já acreditei em "racismo reverso".

Também já falei que sucesso escolar dependia de escolhas e levantava a bandeira da meritocracia como se ela fosse um mecanismo das leis da natureza, simples assim. Nos almoços de família, sentia minhas teorias sobre a "grande mudança social" validadas por pessoas que pensavam como eu. Os churrascos eram agradabilíssimos.

Um belo dia, aceitei uma proposta de trabalho, lá no interior de Goiás, para fundar e administrar um projeto social qu…

O que é o poder

Imagem
Frente ao imperialismo é necessário tomar medidas defensivas e que, para os revolucionários, nada é mais importante que manter o poder. Fora do poder não existe possibilidade de mudanças radicais na vida do povo trabalhador. 



Porque Bolívia e Venezuela não tem indústria? diarioliberdade22 de novembro de 2019 11:01



[Jones Manoel]  Em 2015 tive a oportunidade de ler uma longa entrevista do filósofo e historiador italiano Domenico Losurdo. A certa altura da entrevista, Losurdo é perguntado sobre a democracia em Cuba e se ele não é crítico “ao partido único” e, ao que o entrevistador chama, de “déficit de democracia”. Losurdo apresenta uma resposta corajosa, ousada e que mudou radicalmente minha forma de ver a política. O italiano diz abertamente que frente ao imperialismo é necessário tomar medidas defensivas e que, para os revolucionários, nada é mais importante que manter o poder. Fora do poder não existe possibilidade de mudanças radicais na vida do povo trabalhador. Em seguida, Losurd…

Petrobrás vende refinarias

Imagem
A Petrobras iniciou a fase vinculante para a venda de quatro das oito refinarias e logísticas associadas

A Petrobras iniciou a fase vinculante para a venda de quatro das oito refinarias e logísticas associadas ofertadas ao mercado, como parte de um amplo plano para se desfazer de metade de sua capacidade de refino do país, informou a companhia em comunicado nesta sexta-feira. Nessa primeira etapa, serão vendidas as refinarias Rnest, em Pernambuco; Rlam, na Bahia; Repar, no Paraná; e Refap, no Rio Grande do Sul, assim como seus ativos logísticos correspondentes. Relacionadas Petrobras: Vazamento de óleo abalou reputação da companhia Petrobras fecha venda da Liquigás por R$ 3,7 bi; Itaúsa investirá R$ 1,4 bi na Copagaz Petrobras pode se tornar maior produtora do mundo até 2030 Os potenciais compradores classificados receberão nessa fase vinculante carta-convite com instruções detalhadas sobre o processo de desinvestimento, incluindo orientações para a realização de due diligence e para…