quarta-feira, 6 de novembro de 2019

A mando de Moro, PF fecha o cerco contra porteiro que citou Bolsonaro no caso Marielle

A mando de Moro, PF fecha o cerco contra porteiro que citou Bolsonaro no caso Marielle: Em mais uma demonstração de uso político da corporação pelo ministro Sérgio Moro, a Polícia Federal instaurou inquérito para investigar se o porteiro que afirmou que um dos suspeitos de matar Marielle Franco foi à casa de Jair Bolsonaro (PSL) poucas horas antes do crime cometeu os crimes de obstrução da Justiça, falso testemunho e denunciação caluniosa

0 comentários: