quinta-feira, 4 de julho de 2019

MORREU PARA ISSO?!

MORREU PARA ISSO?!
NÃO! NÃO FOI!!

Minha mãe sofreu e morreu no fim dos anos setenta em conseqüência do que ela creditava: de sua luta em defesa de um povo, de uma nação, de um país digno de sua liberdade, de sua independência/autonomia, de sua educação, de sua religiosidade, de sua criticidade, de sua integridade, de sua pobridade, de sua honestidade, de sua soberania mental, emocional e lógica, além da soberania nacional internacional conquistada respeitosamente... Infelizmente o que temos hoje é um povo, uma nação, um país sob o domínio da ideologia do ódio e governado por teocratas nazi-fascistas, porque assim o quer, democraticamente, um terço do “povo brasileiro”.

A mãe, o pai, a Irmã, o irmão, o parente de milhares de brasileiros e até de não brasileiros sofreu e morreu em conseqüência do que ela, do que ele acreditava: de sua luta em defesa de um povo, de uma nação, de um país digno de sua liberdade, de sua independência/autonomia, de sua educação, de sua religiosidade, de sua criticidade, de sua integridade, de sua pobridade, de sua honestidade, de sua soberania mental, emocional e lógica, além da soberania nacional internacional conquistada respeitosamente... Infelizmente o que temos hoje é um povo, uma nação, um país sob o domínio da ideologia do ódio e governado por teocratas nazi-fascistas, porque assim o quer, democraticamente, um terço do “povo brasileiro”.

Milhares que sofreram e morreram nas lutas, nas revoltas-e-revoluções, nas rebeliões, nas guerras-e-guerrilhas, nos conflitos, nos movimentos econômicos, sociais, políticos e de libertação ocorridos ao longo de cinco séculos de historia no Brasil, em conseqüência do que creditavam: de sua luta em defesa de um povo, de uma nação, de um país digno de sua liberdade, de sua independência/autonomia, de sua educação, de sua religiosidade, de sua criticidade, de sua integridade, de sua pobridade, de sua honestidade, de sua soberania mental, emocional e lógica, além da soberania nacional internacional conquistada respeitosamente... Infelizmente o que temos hoje é um povo, uma nação, um país sob o domínio da ideologia do ódio e governado por teocratas nazi-fascistas, porque assim o quer, democraticamente, um terço do “povo brasileiro”.

Sofreram e morreram acreditando na luta pela nossa soberania nacional, na defesa de nossas riquezas naturais, na preservação do nosso meio ambiente, na construção de nossa consciência de classes! Da formação cultural e política do proletariado.

Lutaram, sofreram e morreram para convencer os desempregados que eles devem lutar por empregos e aposentadorias reais e dignos.

E, agora, infelizmente, PRECISAMOS LUTAR, mas, primeiro, para que ao menos os dois terços aparentemente livres da maléfica influencia teocrática nazi-fascista dominante, conquistem sua soberania mental, emocional e lógica pare retomar as lutas em defesa de um povo, de uma nação, de um país digno de sua liberdade, de sua independência/autonomia, de sua educação, de sua religiosidade, de sua criticidade, de sua integridade, de sua pobridade, de sua honestidade, de sua soberania mental, emocional e lógica, além da soberania nacional internacional conquistada respeitosamente...

PS.:
VEJA:

Revoltas Nativistas no Brasil Colonial - resumo, história

..........

Lista de lutas e rebeliões no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Lutas e revoluções no Brasil
..........
bUnited Brasil
Patrocinado ·
Seja pago por convidar amigos para salvar o planeta contigo.
JUNTE-SE AGORA
bUnited é grátis e sempre será.



Professor Negreiros-04-07-2019

0 comentários: