segunda-feira, 17 de junho de 2019

Sergio Moro e Deltan Dallagnol

NA ENTRADA DA PORTA DA “LAVA JATO”

Os Marginais que acham e aparentam ter assumido a governança, o controle do Brasil, não querem ser incomodados/importunados.

Condena quando acontece consigo, mas defende que aconteça com o outro. Moro e Dallagnol condenam o que, no conjunto da obra, dizem que fizeram com eles o que, na obra do conjunto, já fizeram e defendem que seja feito para e nos outros. Com isso confirmam a lei para uns e para outros...

É armação do The Intercept Brasil... Dizem... E pode até ser que seja como querem fazer crer, como pode ser que não. É o mais provável. Temos que considerar o que PARECE. Isso sim. E PARECE o que PARECE SER.

Na entrada de cada/toda porta estar a oportunidade de se escolher um caminho diferente. Se quiseres desejar continuar como és/estais não entre. Mas, se escolheres entrar e encarar/enfrentar a águia ou o lobo, ou o leão, ou a serpente, ou o dragão interior que há/existe..., saibas que estarás arriscando tudo o que tens e o que (ainda) não tens e poderás ter. Se sobreviveres, o teu antigo eu será destruído. Se escolheres continuar serás marcado para sempre.

Sergio Moro e Deltan Dallagnol adentraram a porta e escolheram continuar. Agora é deixar considerarem o que PARECE que PARECE SEREM.

Diz-se que chefes de empresas não admitem, nunca, culpabilidades. Moro e Dallagnol estão nessa, e não sozinhos. Há os invisíveis..., que nunca poderão ser culpados.

O problema é que a dúvida, no caso da culpabilidade ou não, leva a morte. Mata! Ou, no mínimo, leva ao fracasso. Moro e Dallagnol tem demonstrado dúvidas sobre a culpabilidade ou não do que já fizeram na e com a lava jato deles,

Quanto a globo, pela forma como tem se colocado diante do The Intercept Brasil com seu Vaza Jato, demonstra o seu alto grau de envolvimento e o quanto estar comprometida com Moro e Dallagnol nos seus afazeres.

É natural o corrupto brasileiro agir tal qual o alcoólatra que se diz não ser alcoólatra; agir tal qual um viciado em drogas que não se reconhece como um viciado..., simplesmente se acha estar acima do seu vicio.

0 comentários: