terça-feira, 25 de setembro de 2018

A Força do Querer

A Força do Querer


A Força do Querer
3 de abril de 2017 19:35
Bruno Juliani


Antes de continuar a leitura desse e-mail, faça uma lista com 5 personagens de novelas brasileiras que mais te marcaram…
 (no mínimo pense em 5 personagens)
 
1 -
2 -
3 -
4 -
5 -
 
Pronto. Agora você pode continuar.
 
Hoje começa uma nova novela na Rede Globo.
 
Faz tempo que eu não vejo novela.
 
A última que vi alguns capítulos (os que passavam às segundas e terças) foi Avenida Brasil.
 
Mas o que me chama atenção é que essa novela tem nome de livro de autoajuda!!! Faltou só um subtítulo na linha.
 
A FORÇA do QUERER

7 Pilares Para Encontrar a Sua Determinação e Construir a Realidade dos Seus Sonhos
 
Avenida Brasil foi brabo…
 
Só tinha maldade…
 
> Carminha interpretada magistralmente por Adriana Esteves traiu e matou o primeiro marido, se passava por santa, fazia bullying com a própria filha, tinha amante e para completar, tudo de ruim que voltava para ela, não era culpa dela!
 
"A CULPA É DA RITA"
 
Logo, através da Carminha o Brasil aprendeu a terceirizar a responsabilidade do que acontece na própria vida!
 
Além disso o Brasil aprendeu que você pode cometer um monte de crimes, viver uma vida muito boa e só ser punida no finalzinho.
 
> A Nina, heroína da história protagonizada por Débora Falabella, tem como meta de vida ferrar com a Carminha.
 
O Brasil aprendeu com Nina/Rita que é melhor se vingar do que perdoar e viver com o amor da sua vida.
 
> Outro destaque da novela era o personagem "Cadinho" do Alexandre Borges, que conseguiu manter por um bom tempo não 2, mas 3 relacionamentos amorosos.
 
Pior que em algum momento apesar de todas descobrirem sobre AS OUTRAS, as 3 entraram em um acordo para ficar com ele em uma espécie de rodízio de marido.
 
Teve um episódio onde a punição dele era exaustão por atividade sexual.
 
Ou seja, as mulheres não davam trégua para o "coitado".
 
Em outro momento os 4 resolveram morar juntos e ainda rolou ou quase rolou um incesto entre irmãos.
 
O Brasil aprendeu com Cadinho que você pode ser abundante e próspero em seus relacionamentos. Para que escolher se você pode ficar com tudo?
 
E sobre a Força do Querer?
 
Agora em A FORÇA do QUERER, a Glória Perez e Rede Globo, como grandes formadores de opinião e influenciadores que são, tem chances de dar uma ajuda para a mentalidade do povo brasileiro exibindo personagens com valores que ajudam as pessoas a serem melhores...
 
No entanto, se para ficar rico a FORÇA do QUERER do personagem for com atitudes anti-éticas e atropelando a tudo e a todos, mais uma vez o Brasil vai continuar com crença que RICO É TUDO CANALHA.
 
Se para ficar com o amor da sua infância a FORÇA do QUERER for destruir uma família decente, o Brasil vai continuar acreditando que NO JOGO DO AMOR VALE TUDO e dane-se os perdedores.
 
Eu gravei um vídeo com a Paula Abreu quinta-feira passada para o canal dela no Youtube  TÁ TUDO BEM sobre A Força do Querer.
 
Ela e a equipe ainda estão editando, mas assim que ficar pronto eu mando para vocês…
 
Minha opinião?
 
Eu tenho 1% de PURA ESPERANÇA que o que vai dar IBOPE no Brasil de hoje são coisas boas.
 
A Glória Perez teve uma vida que nenhum ser humano merece, tendo perdido um casal de filhos de forma nada natural.
 
Amargurada com esse sofrimento eterno e sabendo escrever o que rende IBOPE, estou certo que mais uma vez o foco da trama será apenas polêmico e inútil, com mais maus exemplos do que bons exemplos e não tendo nada a ser relacionado com AUTOAJUDA.
 
Logo, a dica do dia é:
 
É MELHOR CONTINUAR NÃO ASSISTINDO NOVELAS e NOTICIÁRIOS NEGATIVOS.
 
A SUA MENTALIDADE É CONSTRUÍDA EM GRANDE PARTE PELO QUE VOCÊ CONSOME NOS MAIS VARIADOS CANAIS de COMUNICAÇÃO.
 
VÍDEOS, MÚSICAS, REVISTAS, LIVROS, FILMES, SÉRIES, NOTICIÁRIOS, E-MAILS, JORNAIS, TUDO!!!
 
OS NOTICIÁRIOS AJUDAM A CONSTRUIR MENTALIDADE de MEDO.
 
E QUAIS FORAM OS PERSONAGENS QUE VOCÊ LEMBROU NO INÍCIO do E-MAIL?
 
VOCÊ QUER FICAR PARECIDO COM ELES?
 
Caso não queira, encontre GENTE DO BEM no YOUTUBE e comece a seguir essas pessoas lá. Exemplo: Paula Abreu, Bruno Gimenes, Flavia Melissa, Geronimo Theml, Erico Rocha, Amanda Dreher...
 
E…
 
O OBJETIVO dos MEUS E-MAILS É AJUDAR A CONSTRUIR UMA MENTALIDADE CADA VEZ MAIS VENCEDORA.
 
Logo...
 
Ler meus e-mails te toma 5 minutos por dia, que podem te render HORAS de VIDA ou mesmo MILHARES de REAIS, além de boas reflexões e risadas.
 
Conto com a sua abertura amanhã!!!
 
Um forte abraço,
 
Bruno Juliani.

Sindicalistas Repudiam projeto de fascistas

Sindicalistas Repudiam projeto de fascistas
Sindicalistas contra o projeto fascista de Bolsonaro

Nós, sindicalistas brasileiros, das mais variadas tendências, que apoiamos candidatos de diversos partidos na próxima eleição presidencial, repudiamos o candidato Jair Bolsonaro.

Repudiamos por sua já conhecida postura contra a organização sindical, portanto, anti-trabalhadores, por sua postura antidemocrática, intolerante com minorias, que faz apologia da violência, e pela sua conivência com práticas repugnantes, como a defesa de torturadores.

O horizonte que ele nos apresenta é de um país marcado pela exploração do trabalhador, pela violência, pelo racismo, pela discriminação, pela repressão, pela dilapidação do patrimônio nacional, pelo desrespeito aos direitos humanos e pelo desrespeito aos direitos democráticos, garantidos na constituição, e ameaça de retorno a ditadura militar.

E nossa luta, como sindicalistas, é justamente o oposto disso: queremos um país com geração de empregos, trabalhadores valorizados e com poder aquisitivo, com licença-maternidade, férias, décimo-terceiro salário, com a PEC das domésticas, com aposentadoria e respeito aos aposentados, valorização dos servidores públicos, um país marcado pela convivência pacífica e produtiva entre pessoas das mais diversas raças, origens, gêneros e culturas, queremos um Estado laico e, sobretudo, respeito aos direitos sociais e democráticos garantidos pela Constituição e à soberania nacional.

Por eleições democráticas e por dias melhores para o Brasil, conclamamos a que todos digam não a Bolsonaro!

São Paulo, 22 de setembro de 2018

Miguel Torres, Presidente interino da Força Sindical

João Carlos Gonçalves, Juruna, Secretário Geral da Força Sindical

Adilson Araújo, Presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)

Wagner Gomes, Secretário Geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)

José Avelino Pereira, Chinelo, Presidente interino da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB)

Álvaro Egea, Secretário Geral da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB)

José Calixto Ramos, Presidente da Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST)

Moacyr Auersvald, Secretário Geral da Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST)

Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical

Nilza Pereira, da Direção Nacional da Intersindical

Atnagoras Lopes, da Secretaria Executiva Nacional da CSP-CONLUTAS

Joaninha de Oliveira, secretaria Executiva Nacional da CSP-CONLUTAS"

NOTÍCIAS RELACIONADAS

O PT NÃO MORREU!!

O PT NÃO MORREU!!
Sublime ironia: Golpe implodiu PSDB e MDB, e o PT sobreviveu com Lula/Haddad. Por Ricardo Kotscho

POR RICARDO KOTSCHO, jornalista

“_As redes sociais deram o direito à palavra a uma legião de imbecis que antes falavam apenas em um bar_” (Umberto Eco, escritor e filólogo italiano, em junho de 2015).

A 15 dias da eleição, só uma coisa já é certa: PSDB e MDB, os grandes partidos da aliança golpista de 2016, cevada pela Lava Jato e pela velha mídia, já estão fora do segundo turno, relegados ao bloco dos nanicos.

E o PT de Lula, o principal alvo da operação para derrubar Dilma, sobreviveu com Fernando Haddad, na bica para ir ao segundo turno contra Jair Bolsonaro.

*A legião de imbecis que ocupou todos os espaços nos últimos anos, ao fazer das redes sociais nativas o campo de combate do antipetismo, não se deu conta de que gerou em seu ventre esta excrecência da extrema-direita ululante das viúvas da ditadura.*

*Ficaram pendurados na brocha e só lhes restou aderir ao capitão e ao general ensandecidos para impedir a quinta vitória consecutiva do PT nas eleições presidenciais.*

Este é o resumo da ópera bufa lavajatense, que vai chegando ao seu clímax, depois de Lula comandar da sua cela solitária em Curitiba a derrocada de quem o condenou e prendeu.

O PT não morreu e agora assiste de camarote à agonia dos seus algozes.

Uma cena singela na madrugada de sexta-feira, retratada pela repórter Anna Virginia Balloussier, na Folha deste sábado, é emblemática desta reta final de campanha.

É a foto do tucano Geraldo Alckmin tomando café sozinho, acompanhado apenas de dona Lu, numa lanchonete deserta de beira de estrada, após o debate dos presidenciáveis na TV Aparecida.

Cercado de mesas e cadeiras vazias, sem nenhum militante, assessor, segurança ou mísero puxa-saco a seu lado, Alckmin era o símbolo de uma era que acabou.

A carta-desespero que FHC enviou aos eleitores na véspera, para tentar ressuscitar a candidatura tucana, pode agora ser colocada na lápide do partido que nos últimos 16 anos se dedicou apenas a destruir o adversário.

Para completar o clima de fim de feira da direita golpista, na mesma noite o patético bilionário Henrique Meirelles, candidato só dele mesmo e do que restou do MDB, jogou no ar seu último trunfo: prometeu liberar a maconha.

Ainda que não vá para o segundo turno, pois permanece aberta a disputa com Ciro Gomes pela segunda vaga, o PT sai desta campanha maior do que entrou, adiando mais uma vez o fim anunciado tantas vezes pela legião de imbecis preconizada por Umberto Eco.

Lula sozinho deu um xeque-mate na elite brasileira, no carcomido establishment, que entronizou Michel Temer no Palácio do Planalto, e agora junta os cacos de um país dilacerado, quebrado, de volta ao passado de fome, miséria e desemprego.

Por onde passa em suas viagens pelo Brasil, seu herdeiro Fernando Haddad é recebido com as mesmas festas que fariam para Lula, se ele pudesse ser candidato, em contraste com seus adversários.

Como ele mesmo anunciou na véspera de ser preso, a ideia sobreviveu ao homem Lula, condenado sem provas, realimentando a esperança de milhões de brasileiros destituídos de seus direitos básicos de cidadania.

Ainda não dá para saber quem vai ganhar, mas já se sabe quem perdeu esta eleição.

Entre a volta à ditadura militar de triste memória e o futuro das novas gerações, o país joga o seu destino nas urnas no próximo dia 7 de outubro.