sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Valores Humanos e Familiares

Valores Humanos e Familiares

 
Conheça, Julgue e Ajude a Publicar: Lições de Vida nas Aventuras do Primo Horácio. Um Resgate dos Melhores Valores Humanos e Familiares, observe: “Instruíram aos filhos que diariamente, pela manhã, no primeiro momento em que os vissem, lhes tomassem a bênção: “bênção mamãe”, pegando na mão direita, quem pedia beijava a mão de quem abençoava: “Deus te abençoe e te dê um bom dia”, em seguida, a mão do filho era trazida até a boca dos pais para retribuir o beijo. A bênção era repetida antes de deitar”. Lições de Vida nas Aventuras do Primo Horácio, em nove Capítulos dilatados em seções de 200 páginas. Um recurso didático da família, e na Formação e Aperfeiçoamento em Gestão de Pessoas. A infância e história de um vaqueiro do nordeste brasileiro, o manejo do gado, o perigo, a imprudência, a falsidade, a cobiça com trama perversa, homicídio, valores familiares entre pais e filhos e irmãos. A má escolha da(o) noiva(o) e o adeus à Felicidade, o golpe do baú, o trabalho no garimpo de ouro da serra pelada e na construção civil. A generosidade, o perdão, o arrependimento, auxílio ao empreendedorismo e gestão institucional, medicina legal, o desvio do mal, quatro músicas: É Preciso Saber Viver, de Roberto Carlos; Consagração, de Aline Barros; Criado na Roça, de Toinho de Aripibú; Escudo, com Voz da Verdade. A Fome Institucional por Edital de concurso público Investigativo da Personalidade, a busca segura de um amor pela internet, remédio para salvar o casamento, experiências contra o câncer; Rio Munim: 26 municípios; S.O.S. Rio Parnaíba; Educação Ambiental e Antidrogas; Administração; Direito; Marketing SEBRAE, CFA e CRA; Homenagens sinceras a algumas personalidades Nacionais; na busca da Fama: drogas, prostituição e derrota. Uma obra saudável, sem restrições, recomendável e necessária em todas as mãos. Onde se extrai Lições de Vida para toda a família brasileira e mundial. Ainda não foi publicado por falta de dinheiro. O escritor Leônidas Pinto deixou o orgulho próprio de lado, e Convida você, para investir no Sucesso desta Qualidade Literária, pedindo uma Doação Financeira de Qualquer valor. Agora, a demora da Publicação Depende de sua Decisão. O autor pode retribuir o patrocínio com Merchandising e uma quantidade de exemplares. Agradeço de coração, aos muitos Elogios Recebidos, Contudo, Ainda Aguardo, Atitudes decisivas de Apoio Econômico, que Resultem na Desejada Publicação. Alguém, em algum lugar, é uma vida que vive por viver, caminha sem razão, apenas passa por esta vida e nada deixa de útil e saudável. Gente que desconhece o valor da bênção e não aprendeu a Abençoar a ninguém, nem percebe o olhar do Criador, verdadeiras folhas secas espalhadas pelos ventos. Necessitam de restauração e desta Valiosa Orientação e Conforto. Aprender com os erros alheios é melhor, do que Aprender, com seu Próprio Erro e Sofrimento. Decida e Ajude:
Banco do Brasil, Ag. 2726-X Conta Poupança  36.730-3  Variação 51.
Banco Caixa Econômica Federal  Ag. 2442  001  Conta Corrente  00021739-2 
Converse com o Autor. E-mail particular para Contatos:        
lereviver.licoesdevida@gmail.com
Made in Brazil 55 (86) 8882-9870  Este Livro faz parte do Projeto Restauração de Vidas. Curta, Compartilhe, Abrace Esta Causa e Ofereça um Apoio Decisivo.

tudo o que vês


Liberte Sua Mente

 

Compartilhada publicamente10:03
Um átomo é feito de 99,999999% de espaço, porque tudo o que vês ,tudo o que tocas é basicamente espaço e isto incluí-nos a nós, ou seja o Universo está conectado com forças que não vemos! Então qual é a "coisa" que conectaria com tudo?


SUICÍDIO INCONSCIENTE

Liberte Sua Mente

Compartilhada publicamente10:00
 
SUICÍDIO INCONSCIENTE
SUICÍDIO INCONSCIENTE Richard Simonetti A cortina fúnebre, à porta, anuncia o velório. Sobre a mesa, em sala de regulares proporções, está a urna funerária em q ue um homem dorme seu último sono. Não terá mais de 45 anos… Ao lado, a viúva, inconsolável, recebe...
 
A cortina fúnebre, à porta, anuncia o velório. Sobre a mesa, em sala de regulares proporções, está a urna funerária em que um homem dorme seu último sono. Não terá mais de 45 anos…
Ao lado, a viúva, inconsolável, recebe condolências. Muitos repetem, à guisa de conforto, as clássicas palavras: “Chegou sua hora... Deus o levou!...”
Piedosa mentira! Aquele homem foi um suicida! Aniquilou-se, lentamente, fazendo uso desse terrível corrosivo que se chama irritação. Incapaz de sofrer impulsos violentos, eterno repetente nos exames de compreensão, favoreceu a evolução de distúrbios circulatórios, culminando com a trombose coronária fulminante que lhe abreviou os dias!
A máquina física possuía vitalidade para mais vinte anos, no mínimo. Duas décadas perdidas na Escola da Reencarnação! Regressa ao plano espiritual enquadrado no suicídio inconsciente, que lhe imporá longo período de perturbação e sofrimento nas regiões umbralinas.
Raros, segundo André Luiz, os que atingem a condição de completistas, isto é, que aproveitam, integralmente, experiências humanas, estagiando na carne pelo tempo que lhes fora concedido. E há muitas maneiras de auto aniquilar-se em prestações.
A atualidade terrestre é de pleno domínio das sensações, em que a criatura humana pretende, com a satisfação dos senti¬dos, compensar suas frustrações ou libertar-se da tensão, males próprios de uma sociedade que atinge culminâncias no campo material, mas permanece subdesenvolvida moralmente.
Sob a orientação da propaganda mercenária, multidões buscam a maneira mais agradável de minar as defesas orgânicas com álcool, cigarro, excessos à mesa. Muitos resvalam para as drogas, ante as perspectivas da tranquilidade artificial ou da euforia ilusória, sempre seguidos pelo inferno da dependência e comprometedores desajustes físicos.
E há os vícios mentais: hipocondríacos, que tanto imaginam enfermidades que acabam vitimados por elas; melancólicos, que recusam às células físicas o indispensável suprimento de energias psíquicas; maledicentes, que se envenenam com o mal que julgam identificar nos outros; rebeldes que rompem as próprias entranhas com os ácidos da inconformação e do pessimismo; apegados aos bens terrenos, que sobrecarregam o veículo carnal com preocupações injustificáveis...
Para que o Espírito reencarnado transite em segurança na Terra, movimentam-se, no plano espiritual, familiares, amigos, instrutores, médicos e enfermeiros que o amparam e protegem, orientam e socorrem em todas as circunstâncias.
No entanto, apesar de tantos cuidados, seus pupilos, com raras exceções, são expulsos do vaso físico, depois de o haverem destruído de fora para dentro, com a intemperança, e de dentro para fora, com a má direção que imprimem à vida mental.
Haverá sempre quem proclame que semelhantes observações estão impregnadas do ranço de puritanismo retrógrado, sem considerar que são inevitáveis conclusões a que não se pode furtar quem estima a lógica.
Se a roupagem carnal é concessão divina que nos permite abençoado aprendizado nas asperezas do mundo, por que não preservá-la, observando disciplinas que a própria Medicina demonstra serem indispensáveis à estabilidade orgânica?
Cercado por dezenas de visitantes, após a reunião mediúnica, na Comunhão Espírita Cristã, em Uberaba, dizia Chico Xavier:
– Meus irmãos, quando eu psicografava o livro Nosso Lar, tive, muitas vezes, a visão de milhares de Espíritos que aguardavam, há longo tempo, a oportunidade de reencarnar, ansiosos pelo reajuste.
Respeitemos o corpo que o Senhor nos concedeu, porque não será fácil uma nova oportunidade. Tenhamos cuidado com os enganos do mundo e, sobretudo, estimemos a serenidade. Se alguém nos der uma alfinetada, digamos: Obrigado por me espetar com um alfinete novo! Eu merecia um enferrujado!
A visão do querido médium é um convite a sérias reflexões, e a singela alegoria do alfinete consagra a Humildade. O homem verdadeiramente humilde, que conhece suas fragilidades e reconhece a grandeza de Deus, faz-se, espontaneamente, servo da compreensão e da tolerância, da simplicidade e da fraternidade, sobrepondo-se aos lamentáveis desvios que conduzem multidões desvairadas aos precipícios do suicídio inconsciente.
Participe também das outras Páginas:
✿ Estudando com Allan Kardec
✿ Vídeos e Mensagens Espíritas