sábado, 21 de março de 2015

Realidade que sai da ficção científica

Agora é possível controlar um besouro vivo como se fosse um drone

17/03/2015 - 12H03/ atualizado 12H0303 / por Luciana Galastri

  (Foto: wikimedia commons)
Ciborgues, seres meio-vivos meio-máquinas, parecem coisas saídas da ficção científica? É melhor pensar de volta: cientistas conseguiram controlar um besouro vivo, como se fosse um drone. Sim, com um controle remoto.
Um estudo divulgado no periódico Current Biology mostra que, através de pequenos computadores instalados em 'mochilas' nas costas dos besouros, os cientistas podem direcionar seu vôo.
As mochilas são equipadas com um microcontrolador, um receptor e transmissor wireless e pequenos eletrodos, que estimulam um músculo dos besouros conhecido como 3Ax. Essa estrutura ajuda os insetos a fazer manobras no ar. Então basta que os cientistas mandem comandos como 'direita' ou 'esquerda' para que eles sejam traduzidos em comandos para esse músculo. Quanto maior a frequência do estímulo, mais aguda é a curva.
Não acredita? Confira o vídeo:
Lógico: há uma grande discussão ética sobre o direito que temos de transformar um ser vivo em um drone, tirar dele sua capacidade de escolha. Mas não é a primeira vez que isso acontece. Sistemas parecidos já foram implantados em mariposas e baratas. Aliás, é possível até comprar um kit para construir sua barata ciborgue online - agora, se ele funciona é outra história.
Via Fusion

Nenhum comentário:

Postar um comentário