terça-feira, 10 de março de 2015

MANIPULAR - EIS A SAIDA...



MANIPULAÇÃO

Apresento como um dos exemplos clássicos de manipulação ao povo no Brasil, por quem tem seus interesses pessoais ameaçados, e’ a revolta contra uma campanha de vacinação, em 1904. Quando ‘estudada’ nos livros… nas escolas… não e’ devidamente esclarecida… a não ser dizer que houve uma ‘revolta da vacina’. Assim como a ‘revolta da chibata’ a revolta da cachaça’ a revolta da lâmpada’ etc etc etc…

Na verdade, vacina, cachaça, chibata, lâmpada… não se revolta‼ as pessoas, SIM‼

Um caso recente foi terem especulado, por todo o pais, que as vacinas para os ‘velhos’ se protegerem da gripe, na verdade seria para mata-los para o governo economizar na aposentadoria paga a eles. E muita gente embarcou na manipulação‼

Leia uma das versões que se dizem mais coerentes…, e que não tem coerência… sobre o assunto.


 
http://www.historiadobrasil.net/resumos/revolta_da_vacina.htm
Revolta da Vacina - Resumo, Causas


Resumo Sobre a Revolta da Vacina, Causas e Consequências, O Que Foi e o Que Aconteceu Durante A Revolta
Bonde virado por populares durante a Revolta da Vacina

Bonde virado por populares durante a Revolta da Vacina


O que foi

A Revolta da Vacina foi uma revolta popular ocorrida na cidade do Rio de Janeiro entre os dias 10 e 16 de novembro de 1904. Ocorreram vários conflitos urbanos violentos entre populares e forças do governo (policiais e militares).

Causas principais

- A principal causa foi a campanha de vacinação obrigatória contra a varíola, realizada pelo governo brasileiro e comandada pelo médico sanitarista Dr. Oswaldo Cruz. A grande maioria da população, formada por pessoas pobres e desinformadas, não conheciam o funcionamento de uma vacina e seus efeitos positivos. Logo, não queriam tomar a vacina.

- O clima de descontentamento popular com outras medidas tomadas pelo governo federal, que afetaram principalmente as pessoas mais pobres. Entre estas medidas, podemos destacar a reforma urbana da cidade do Rio de Janeiro (então capital do Brasil), que desalojou milhares de pessoas para que cortiços e habitações populares fossem colocados abaixo para a construção de avenidas, jardins e edifícios mais modernos.

O que aconteceu durante a revolta 

-  Muitas pessoas se negavam a receber a visita dos agentes públicos que deviam aplicar a vacina, reagindo, muitas vezes, com violência.

- Prédios públicos e lojas foram atacados e depredados;

- Trilhos foram retirados e bondes (principal sistema de transporte da época) foram virados.

Reação do governo e consequências

- O governo federal suspendeu temporariamente a vacinação obrigatória.

- O governo federal decretou estado de sítio na cidade (suspensão temporária de direitos e garantias constitucionais).

- Com força policial, a revolta foi controlada com várias pessoas presas e deportadas para o estado do Acre. Houve também cerca de 30 mortes e 100 feridos durante os conflitos entre populares e forças do governo.

- Controlada a situação, a campanha de vacinação obrigatória teve prosseguimento. Em pouco tempo, a epidemia de varíola foi erradicada da cidade do Rio de Janeiro. 

Bibliografia indicada:

- A Revolta da Vacina
  Autor: Sevcenko, Nicolau
  Editora: Cosac Naify
  Tema: História do Brasil, Revoltas Populares

___________
Comentário:
Essa sempre foi a versão dos que estiveram por trás das manipulações `as populações desinformadas cultural e escolarmente `a época, antes…, agora e, possivelmente, por muito tempo ainda

Na verdade, políticos, empresários, comerciantes… sentindo-se prejudicados em seus interesses [a partir dos pessoais] aproveita-se de circunstâncias… para manipular de modo favorável aos seus interesses.
[Professor Negreiros]

Nenhum comentário:

Postar um comentário