domingo, 1 de março de 2015

"Brasil é o principal alvo dos EUA"

Glenn Greenwald, o jornalista norte-americano que revelou ao mundo a espionagem dos Estados Unidos sobre os demais países, afirma que "O Brasil é o principal alvo dos EUA"

  E por que será que tantos midiaticamente "instruídos" (e instituídos) fazem o jogo deles, até mesmo, passando por cima das lições da História, desejando um novo e sujo Golpe Militar no Brasil?

 O texto a seguir, com as colocações de Glenn Greenwald, do jornal britânco "The Guardian", com base nos documentos divulgados por Edward Snowden foi extraído do Pragmatismo Político:





"Brasil é o principal alvo dos EUA", diz jornalista americano


  Jornalista do The Guardian que obteve documentos de Edward Snowden promete revelar novas denúncias e assegura que o Brasil é o "grande alvo" dos EUA; entenda:



  O jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que revelou os documentos secretos obtidos por 
Edward Snowden, disse que o Brasil é o maior alvo das tentativas de espionagem dos Estados 
Unidos. “Não tenho dúvida de que o Brasil é o grande alvo dos Estados Unidos”, disse o jornalista, 
que promete trazer novas denúncias. “Vou publicar todos os documentos até o último documento 
que deva ser publicado. Estou trabalhando todo dia.”
  Greenwald revelou esta semana, em reportagem em conjunto com o programa “Fantástico”, da 
de seus assessores próximos.
  Snowden era técnico da NSA, a agência de segurança americana, e revelou ao jornal britânico “The Guardian”, onde Greenwald é colunista, o escândalo de espionagem norte-americano.

 O governo brasileiro já cobrou uma resposta formal e por escrito à Casa Branca. Em nota, o Departamento de Estado americano disse na terça-feira (3) que “responderá pelos canais diplomáticos” aos questionamentos do Brasil. O departamento não comenta publicamente as denúncias, mas afirma que os EUA “sempre deixaram claro que reúnem inteligência estrangeira”. Para o jornalista, o Brasil tem de dar uma resposta “enérgica” e “menos vaga” aos EUA.
  Segundo Greenwald, o que motiva os EUA a espionar até mesmo aliados é o desejo por poder. 
 “Todos os governos, na história, que quiseram controlar o mundo, controlar a população, usam a espionagem para fazer isso. Quando você sabe muito sobre o que outros líderes estão pensando, planejando, comunicando, você pode controlá-los muito mais porque você sempre sabe o que eles estão fazendo. O motivo é o poder. Sempre que os Estados Unidos estão fazendo espionagem, o poder deles aumenta muito. Além disso, o sistema brasileiro de telecomunicação, como é um alvo grande, um alvo forte, eles podem coletar dados de comunicações de muitos outros países. Por exemplo, se tem alguém na China que está mandando e-mails para alguém na Rússia, muitas vezes pode atravessar o sistema do Brasil. Na internet funciona assim. Então, para saber tudo o que eles querem fazer, coletam tudo o que for possível. Mas com certeza é para obter vantagens industriais e também por questões de segurança nacional.”
  “Não tenho dúvida de que o Brasil é o grande alvo dos Estados Unidos. Talvez tenham outros líderes que eles estão fazendo isso, mas é raro fazer isso com aliados, países amigos, como Brasil e México. Eles têm muito interesse no Brasil por várias razões. Acho que tem outros países, mas o Brasil é um dos principais”, completou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário