sábado, 28 de março de 2015

banco chinês de desenvolvimento tem Brasil como membro

Brasil fará parte do banco chinês de desenvolvimento

Brasil fará parte do banco chinês de desenvolvimentoSputnik NewsO governo brasileiro anunciou nesta sexta-feira, 27 de março, que fará parte do Asian Infrastructure Investiment Bank (AIIB), o banco de desenvolvimento criado pela China que, mais do que o Banco dos Brics, deverá ser um dos principais competidores de estruturas como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional.

Em nota, o Palácio do Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff respondeu positivamente ao governo chinês e que o Brasil "tem todo o interesse de participar desta iniciativa, que tem como objetivo garantir financiamento para projetos de infraestrutura na região da Ásia". 
O AIIB terá capital inicial de US$ 50 bilhões e começa com a participação, além do Brasil, de países europeus, entre eles o Reino Unido, Alemanha, França e Itália. Não foi revelado ainda qual será a participação brasileira.
O AIIB começa com um capital cinco vezes maior do que o banco do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), cuja criação foi assinada em julho do ano passado durante a Cúpula de Fortaleza. 
O banco chinês é interessante para o Brasil, assim como para outros países emergentes, por concentrar recursos para projetos de desenvolvimento.
fonte: Estadão Conteúdo

0 comentários: