terça-feira, 17 de junho de 2014

Resistir é preciso por um mundo melhor

Como elas se fazem...Só que às vezes...

Provocadores da polícia nas manifestações pacíficas a propósito da cimeira dos G20 em Toronto

As polícias de todo o mundo já incorporaram há muito no seu arsenal contra manifestantes o recurso a provocadores, que se confundem com manifestantes, para realizarem actos violentos.

Contra lojas comerciais e outros estabelecimentos, contra carros civis e da polícia, recorrendo a diversos meios como matracas e cocktails molotov.

Os grandes órgãos de informação limitam-se a passar as imagens desses actos e, em termos editoriais, a identificarem isso com a acção dos manifestantes para lhes retirar credibilidade e para lhes reduzir o apoio popular.

Em países mesmo com fortes organizações de esquerda, políticas e sindicais, a neutralização desses grupos é por vezes difícil.


Desta vez, em Toronto, o mesmo aconteceu, com "anarquistas", musculados, revelando preparação militar.

O grupo auto-entitula-se "black bloc".

 
António Abreu no Antreus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário