quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

O que diz o estudo...


 
A Universidade de Ontário, no Canadá, realizou uma pesquisa e chegou à conclusão de que pessoas menos inteligentes são mais conservadoras, preconceituosas e racistas. O estudo revelou que crianças com baixa inteligência estão mais dispostas a realizar atitudes preconceituosas quando se tornarem adultas.

A descoberta aponta para um ciclo vicioso, em que esses adultos com pouca inteligência ‘orbitam’ em torno de ideologias socialmente conservadoras, resistentes à mudança e que, por sua vez, geram o preconceito. As pessoas menos inteligentes seriam atraídas por ideologias conservadoras, segundo o estudo, porque oferecem ‘estrutura e ordem’, o que dá certo ‘conforto’ para entender um mundo cada vez mais complicado.

O preconceito é extremamente complexo e multifacetado, tornando-se fundamental que todos os fatores que contribuem para a tendência sejam descobertos e entendidos. Ressalta-se que, apesar da conclusão, não significa que todos os liberais são brilhantes e nem que todos os conservadores são estúpidos. A pesquisa é um estudo de médias de grandes grupos.

A pesquisa foi publicada na revista Psychological Science.
"Infelizmente, muitos desses recursos também podem contribuir para o preconceito", disse Gordon Hodson, pesquisador chefe do estudo, ao site Live Science.

http://pss.sagepub.com/content/early/2012/01/04/0956797611421206.abstract

http://www.livescience.com/18132-intelligence-social-conservatism-racism.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário