Mais Mentiras de Bolsonaro

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Jornal GGN - Jair Bolsonaro sequer tomou posse como presidente da República e já tem uma crise na saúde pública, causada por suas próprias declarações, para resolver: a saída dos médicos cubanos do programa Mais Médicos. Quando os cubanos representavam quase 90% do quadro de profissionais do programa, o Mais Médicos atingia 60 milhões de brasileiros.
O Ministério da Saúde de Cuba anunciou o fim da cooperação técnica entre os países na quarta-feira (14). A nota que justifica a decisão culpa os ataques de Bolsonaro, sempre ameaçando as diretrizes do programa por questões ideológicas e colocando a formação dos profissionais em xeque. 
Nas redes sociais, Bolsonaro reagiu à decisão chamando Cuba de "irresponsável" e inventou uma narrativa para contornar o problema gerado com a saída de 8 mil médicos cubanos que alcançavam, hoje, 23 milhões de brasileiros, segundo dados divulgados pelo El País nesta quinta (15). 
Aos seus seguidores, o presidente eleito disse que Cuba não aceitou melhorar o Mais Médicos. Ele afirmou ter oferecido acabar com o suposto pagamento parcial ao governo cubano, que ficaria com parte do salário dos médicos em missão no Brasil, além de impôr um "teste de capacidade" aos cubanos.
No Twitter, o médico de Recife (PE) Thiago Silva, que atua em São Paulo, desconstruiu a declaração de Bolsonaro:
Por Thiago Silva*
1- Salário dos Médicos
A- Cuba faz cooperação com 66 países em todo o Globo, inclusive europeus. Sabe como isso começou? Com a brigada Henry Reeve criada em 2005 como forma de ajuda humanitária pra atender as vítimas do Furacão Katrina nos EUA. Fidel chamou centenas de médicos e pediu que se organizasse a brigada.EUA negaram a ajuda. A brigada permaneceu mobilizada pois em pouco tempo haveria a crise em Angola e terremoto no Paquistão.
Na maioria dos países que faz parceria, Cuba envia médicos e medicamentos DE GRAÇA, sem cobrar dos países. Isso aconteceu em Angola, no Nepal, Haiti, Congo, e tantos outros países pobres do Mundo. Quem arcava com os custos? O próprio governo cubano
B - E como o governo Cubano fazia, já que é vítima de um Bloqueio Econômico há décadas, uma ilha pequena do Caribe que não consegue nem produzir a própria energia, pelas características de seu território? Alguns países começaram a oferecer trocas pela Força de Médicos.
A Venezuela ofereceu petróleo. Alguns países europeus começaram a pagar mesmo diretamente pro governo Cubano. E essa parceria virou uma fonte de renda pra Ilha, com impacto em suas contas públicas, dado o volume de médicos atuando no mundo todo.
C- E como funciona o pagamento? 
Cuba abre edital via uma empresa Estatal para contratar os médicos. Eles podem se oferecer Ou não. As condições salariais e os países são conhecidos PREVIAMENTE por todos ANTES de assinarem contrato. Contrato. Conhecem? Pois é.
A maior parte do "salário" pago fica com o governo Cubano? Sim e não.
Sim porque se você pegar o total de recurso destinado ao programa e dividir pelo número de médicos vai ser menor. Mas NÃO porque não são os governos CONTRATANTES os responsáveis pelo salário dos Cubanos
Quem é responsável pelo salário dos Cubanos é.... a Estatal com a qual eles assinaram contrato! Simples! Ela é responsável por lesão corporal, por invalidez , por seguro, por assistência a família em caso de morte, etc . Cubanos morreram aqui. Sabe o que fez o governo brasileiro?
Nada. Pois é. Quem cuida das familias e repassa dinheiro para famílias é a estatal. 
Além disso, o "diferença salarial" não vai pra financiar outra coisa que não a Saúde e Educação de todo povo cubano. Detalhe, eles tem isso DE QUALIDADE e de GRAÇA pra todos lá viu?
Ou seja, o "salário" dos médicos fora de Cuba (quando estão em países que pagam, que não são a maioria) sustenta os direitos sociais de todos os moradores da ilha. É uma fonte de renda pro povo. Impacta o PIB. Como vender nióbio a preço de banana pra canadense, saca?
Sabe quantos médicos Cubanos saíram do programa revoltados com o que é feito com o salário? Um total de .... 1! Isso mesmo. Uma cubana que foi comprada e sustentada pela AMB numa época pra criar uma campanha vergonhosa contra o mais médicos.
Houveram algumas deserções, como sempre há, já que tem médicos cubanos que acham que vão enriquecer de medicina nos EUA. Claro que tem. Em todo canto do mundo tem gente que não de importa em pensar no próprio umbigo. Mas foram uma minoria irrisória.
2- Revalidação de diplomas
Essa é uma piada. Cuba manda médicos pra 66 países, sabe o único que teve gente cobrando isso? Pois é, o Brasil. Ainda tem o disparate de dizer que eles não dão médicos, quando tem norte-americano pegando lancha e indo pra Cuba se tratar.
Mesmo assim, por conta dessa pressão, os Cubanos foram avaliados quando chegaram aqui, com a aprovação da lei. Avaliados pela fluência no Português e questões de Medicina. Foram avaliados por Professores e Preceptores de medicina brasileiros, a maioria de Universidades federais
É claro que teve gente reprovada. É claro que vieram no meio dos 14 mil médicos ruins, medianos, bons e excelentes. Mas você acha que entre 14 mil brasileiros viriam apenas médicos bons? Anham. Sou Chefe de um pronto socorro do SUS onde só tem brasileiro, e vejo isso todo dia.
3- Impacto
700 municípios brasileiros não tinham uma ALMA DE LENÇOL BRANCO nem pra confundir com Médicos. Os números do mais Médicos são ACACHAPANTES. 63 milhões de pessoas cobertas. 4 mil municípios 
Hoje em mais de 1500 municípios só tem Cubano.
Lembram disso aqui?
Pois é. O escândalo das digitais de ponto, em que médicos falsificavam a entrada nos serviços de Saúde.
Muitos pequenos municípios no interior vão voltar a depender deste tipo de colega, infelizmente. 
Parabéns aos envolvidos.
*Thiago Silva é "médico recifense, radicado em São Paulo".

11 comentários

Comentários


  Entre Direitos ou Empregos

Valdeci Elias
  Entre Direitos ou Empregos , os médicos cubanos escolheram os empregos . O mesmo que Bolsonaro vai fazer com os trabalhadores brasileiros , nós vamos ter Emprego,más seremos tratados igual aos cubanos.


  Entre Direitos ou Empregos

Valdeci Elias
  Entre Direitos ou Empregos , os médicos cubanos escolheram os empregos . O mesmo que Bolsonaro vai fazer com os trabalhadores brasileiros , nós vamos ter Emprego,más seremos tratados igual aos cubanos.


O bem amado


Em homenagem ao nosso futuro estadista, o coiso , trarei a sempre frase do Odorico Paraguaçú:
"A ingnorânça que astravanca o pogresso"
(Tenho pra mim que o Chacrinha também dizia isso)




O amor é lindo!

Isso é só a avant-premiére do

Isso é só a avant-premiére do filme de terror que em breve estreará em todo esse Brasil varonil em 02/01/2019.



O feitiço contra o feiticeiro

Sidnei
A "mentiraiada", os fake news que alimentam e constroem as ações desse presidente eleito, burro, sem noção, entreguista, anti-brasileiro, Bolsonaro...enfim essa rede de besteira que gera as ações, que gera os fatos que já são seu governo, será a própria semente que irá desconstruir esse coiso, o "coisonaldo", ou o " burronaldo", como queiram....
Pode demorar mas essa mentiras vão revelar esse cara de uma tal maneira que eu espero que sirva pra despertar a consciência do povo, mesmo que leve mais alguns anos...
Ele fala e depois pensa no que falou, depois quando ele sente o fedor...


Apenas a título de

ari couto
Apenas a título de curiosidade
Quantas dessas pessoas que falam do salário dos médicos cubanos já procuraram saber quanto os porteiros de seus prédios ou os seguranças dos bancos recebem do valor pago às empresas que os terceirizam? Pergunte-se a essas mesmas pessoas se sabem quanto um profissional brasileiro cobra para vir trabalhar em cidades pequenas do interior (em torno de 80 mil habitantes) e, de uma forma geral, atendendo muito mal? Quem foi atendido por um cubano, na maioria das vezes, conheceu um médido de verdade pela primeira vez na vida. Médico vai muito além de conhecer doenças e medicamentos.


..governo fake é isso ai....

..governo fake é isso ai....


Médicos Cubanos

Complemento a explicação do médico brasileiro, que sabedor como é, da real reengenharia que é feita, pelo governo cubano, através da Estatal criada(independente e autònoma) para fazer a intermediação do seu corpo de médicos, profissionais dispostos a "ir aonde os doentes estiverem"para cura-los, ou na pior das hipóteses, diminuir seus sofrimentos, em situações equivalente aos Médicos sem Fronteiras, que apartidariamente, saem de seu confôrto, e colocam-se à disposição dos carentes, em quaisquer lugares, por mais insípidos e perigosos, que estes lugares sejam
Os valores aceitos pelos médicos cubanos aceitam receber, não somente é o equivalente ao que receberiam trabalhando em Cuba, como é secundário, pois juraram ser médicos, para servir ao próximo, e não para enriquecer.
E dos valores repassados à Estatal cubana, pelos países que "podem" pagar, depois de abatido o valor separado para o profissional sobreviver com dignidade, o restante é "inteiramente" aplicado na formação de novos médicos e de pesquisas médicas, e para "cobrir" as despesas feitas pela organização, nos países que não podendo pagar, pedem a gratuidade na cooperação, e que são atendidos, com a mesma atenção.
Nenhum centavo portanto, é entregue ao governo de Cuba, que "pensa" a saúde pública(e não somente a nível local) como um benefício que todos os governos deveriam priorizar.
A mentalidade socialista cubana, que tem o melhor atendimento médico do planeta, extende esse benefício a quem pedir e realmente precisar, e "sonha" com todas as nações tendo um médico, para cada 100 habitantes, que fazendo a prevenção, evitam que tenham que fazer(ou tentar fazer) a cura.
Essa conquista, a de não ter nenhuma epidemia há 40 anos,de não ter mortalidade infantil, por falta de atendimento médico nem alimentar, de não ter carência de leitos hospitalares, a de não ter crianças vivendo em situações de rua, a de não ter nenhum cidadão ou família, em situação de extrema pobreza, aceita "ensin

#...#

Disqus Comments
Tecnologia do Blogger.

About

© 2017 Portal Pan Americano - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger