Ronaldo Caiado rouba e foi financiado por Cachoeira

Acusações de Demóstenes a Caiado devem ser investigadas, diz Vannuchi

Em entrevista à Rádio Brasil Atual, nesta quinta-feira (2), o analista político e ex-ministro Paulo Vannuchi comentou a troca de acusações entre o ex-senador cassado Demóstenes Torres e o atual senador e líder do DEM, Ronaldo Caiado. Para ele, os fatos levantados no episódio merecem investigação do Ministério Público e da imprensa.


As declarações de Vannuchi foram dadas durante entrevista à Rádio Brasil AtualAs declarações de Vannuchi foram dadas durante entrevista à Rádio Brasil Atual
Vannuchi citou e comentou trecho de artigo em que Demóstenes afirma que Caiado era amigo de Carlinhos Cachoeira, e não se nutria apenas da amizade, pedindo para que pagassem as contas do senador nas campanhas de 2002, 2006 e 2010. “A Justiça Federal vai seguir o dinheiro nesse caso? Ou ela não está preocupada em combater a corrupção, mas apenas articulada numa ofensiva política contra o PT? É a chance de algum juiz para abrir a investigação sobre essa troca de balas entre os dois parlamentares”, afirmou o analista.


No artigo, Demóstenes afirma que o PSDB salvou o atual governador de Goiás, Marconi Perillo, que gastou muito dinheiro público para custear sua absolvição. Vannuchi indagou: “Revista Veja Folha de S.Paulo, essa noticia será dada com destaque ou será escondida em pé de página para ninguém ler?”.

O motivo da reação do parlamentar cassado estar contra Caiado é uma recente entrevista do senador dada ao painel da Veja, na qual afirma que há uma grande decepção na sua vida e um traidor (Demóstenes Torres).

Demóstenes responde mencionando que recentemente Caiado participou da passeata no dia 15 de março, porém, não ficou em Goiás porque seria vaiado, tendo vindo para São Paulo com uma camiseta fascista. O ex-senador também lembrou o episódio, do qual foi testemunha ocular, em que Caiado resolveria um problema de Perillo no braço, na faca ou no revólver. Ao final da nota, Demóstenes diz: “Continue fingindo que é inocente e lembre-se que só não está na sarjeta, porque não tenho vocação para delator”.

Para Vannuchi, o caso envergonha os padrões políticos do Brasil, mas chama para o combate à corrupção. “Se existir algum interesse de combater a corrupção no Ministério Público, na Justiça Federal, ou outros meios, pois esse assunto tem que gerar uma investigação. Vamos ver se alguma rede de comunicação da imprensa monopolista empresarial está lembrando algo que nunca mais se falou, o mensalão tucano. Veremos se estão empenhados contra a corrupção ou estão envolvidos numa articulação golpista para aproveitar os problemas do PT para encobrir outros escândalos.”

Fonte: Rede Brasil Atual

Demóstenes afirma que Ronaldo Caiado rouba e foi financiado por Cachoeira.


O ex-senador Demóstenes Torres se irritou com críticas do atual senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) na revista Veja, e escreveu um artigo devastador no Jornal da Manhã, entregando os podres de Caiado, José Agripino (DEM-RN) e do governador Marconi Perillo (PSDB-GO).

Trechos do artigo que descrevem condutas criminosas (alô, Dr. Janot) ou aéticas:

PSDB resolveu salvar Marconi Perillo [na CPI do Cachoeira], que gastou uma fortuna dos cofres públicos para custear sua absolvição.

Ronaldo, fazia sim, parte da rede de amigos de Carlos Cachoeira, era , inclusive, médico de seu filho. Mas não era só de amizade que se nutria Ronaldo Caiado, peguem as contas de seus gastos gráficos, aéreos e de pessoal, notadamente nas campanhas de 2002, 2006 e 2010, que qualquer um verá as impressões digitais do anjo caído [Cachoeira]. Siga o dinheiro.

(...) em relação a Agripino Maia, figura pouquíssimo republicana (...) Poucos sabem, mas o político potiguar e seus companheiros de chapa em 2010 foram beneficiados pelo "esquema goiano", com intermediação de Ronaldo Caiado.

Ronaldo Caiado é chefe de um dos mais nocivos vagabundos de Goiás, o delegado de polícia civil aposentado, Eurípedes Barsanulfo (...) este sim, era prócer das máquinas caça-níqueis em GoiásRonaldo uma vez, inclusive, me pediu para interferir junto a Carlos Cachoeira para ampliar a atividade de Eurípedes no jogo ilícito.

(...) ACM Neto, que financiou sua última campanha em Goiás e que lhe assegurou, caso perdesse a eleição, o confortável posto de secretário de saúde em Salvador

Caiado costuma passar suas férias [na Bahia] às expensas da empresa OAS.

Você diz em seus discursos que Caiado não rouba, não mente e não trai. Você rouba, mente e trai.

Continue fingindo que é inocente e lembre-se que não está na sarjeta porque eu não tenho vocação para delator.

Por: Zé Augusto - no blog Os Amigos do presidente Lula




#...#

Disqus Comments
Tecnologia do Blogger.

About

© 2017 Portal Pan Americano - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger