Hubble deve pegar fogo

O Hubble deve pegar fogo nos próximos 15 anos: http://ow.ly/KMoOv

O Hubble deve pegar fogo nos próximos 15 anos

25/03/2015 - 09H03/ atualizado 09H0303 / por André Jorge de Oliveira

 (Foto: Gabriel Góes/ Editora Globo)

Tudo indica que um dos empreendimentos mais bem-sucedidos da história da ciência está fadado a um fim trágico: o telescópio espacial Hubble, que revolucionou nosso entendimento sobre o universo, deve entrar em combustão na atmosfera daqui a cerca de 15 anos.
A única forma de evitar que isso aconteça é o lançamento de uma nova missão de serviço para fazer reparos técnicos e, principalmente, elevar a órbita do Hubble. Ao todo, já aconteceram cinco missões como essa, a última em 2009. O problema é que a Nasa não pretende financiar o projeto porque tem planos mais ousados para seu precioso orçamento – como, por exemplo, enviar astronautas a Marte em 2030 e colocar em órbita o telescópio espacial James Webb, sucessor do Hubble, em 2018.
“Estimativas sugerem que os instrumentos devem funcionar apropriadamente pelo menos até 2020, e que o Hubble continuará em órbita até o final da próxima década ou início dos anos 2030”, afirma Felicia Chou, relações-públicas da Nasa. Curiosamente, o maior responsável pelo decaimento da órbita não é o campo gravitacional da Terra, mas sim o efeito do ciclo solar na atmosfera terrestre. “Quanto mais ativo o Sol está em seu ciclo, que dura 11 anos, mais a atmosfera da Terra se expande, o que aumenta a resistência do ar enfrentada pelo telescópio. Mais resistência significa maior decaimento orbital e, consequentemente, menos tempo em órbita”, explicaram os cientistas. Em 2014, ano em que a atividade solar esteve próxima do pico, o Hubble perdeu quatro de seus 552 quilômetros de altitude.
No final, o instrumento que tanto contribuiu para a astronomia deverá se desintegrar em uma bola de fogo. Para garantir que os detritos não atinjam uma grande metrópole, um pequeno foguete deverá acoplar-se ao telescópio e conduzi-lo ao oceano. Mesmo que a Nasa quisesse trazê-lo de volta à superfície e expô-lo em um museu (o que de fato era a ideia), o transporte não seria mais possível – o Hubble é adaptado aos ônibus espaciais, veículos que foram descontinuados em 2011. Com sorte, alguns pedaços mais resistentes, como o espelho, podem sobreviver às chamas, mas por enquanto a agência ainda não cogita resgatar as peças.
Aqui jaz
Cinco números que explicam por que o Hubble sairá da vida para entrar na história

 (Foto: Gabriel Góes/ Editora Globo)

 

#...#

Disqus Comments
Tecnologia do Blogger.

About

© 2017 Portal Pan Americano - Template Created by goomsite - Proudly powered by Blogger